Editorial

Clique aqui para consultar o pdf
Visitas:71 Hoje: 4

Com esta edição, retomamos o fio da meada da V Série da nossa revista “Independência”, a histórica revista da Sociedade Histórica da Independência de Portugal, estreada em 1940, com periodicidade anual. Os mais antigos saberão como chegámos à V Série, depois de quatro interrupções e outros tantos recomeços. A I Série teve 47 números, 1940 a 1979. A II Série teve apenas três números, em 1980 e 1981. A III Série publicou cinco números, entre 1983 e 1987. A IV Série começou em 1992 e acabou em 1995, tendo publicado nove números, com periodicidade semestral. Finalmente, a V Série só havia feito sair um número em Dezembro de 2010, facto que nos levou a retomar esta mesma série, em vez de iniciar uma nova.

Optámos, agora, por um modelo moderno e mais económico, renunciando à edição em papel e centrando-nos em valorizar a publicação digital, no endereço https://revistaindependencia.pt . Porém, o modelo foi definido para ir ao encontro dos leitores que gostam de ler em papel (provavelmente a maioria): cada artigo pode ser convertido em formato fácil de imprimir; e a própria revista, a cada compilação semestral, pode ser impressa na íntegra por quem quer que o deseje. O sistema contém uma ferramenta eletrónica de fácil manejo que, automaticamente, ordena e pagina os textos de cada número semestral e os organiza em formato próprio para impressão da revista em globo.

O “velhinho” n.º 1, de 2010, foi também previamente convertido neste novo formato e republicado neste modelo de edição. E este n.º 2 abre a retoma desta V Série, inaugurando já totalmente este novo figurino.

A revista INDEPENDÊNCIA preenche uma grande lacuna na comunicação da Sociedade Histórica com os sócios e o público em geral. Permite-nos publicar textos de maior densidade e qualidade, aprofundando a reflexão sobre os temas e debates que têm a ver com o nosso objecto estatuário: a independência e a identidade de Portugal, a Língua e a Cultura Portuguesas. E permite-nos ocupar melhor o espaço e o lugar que nos pertencem, no pensamento, na comunicação e na divulgação.

Esperamos que gostem. Iremos procurando fazer sempre melhor.


José Ribeiro e Castro
Presidente da Direcção 
Sociedade Histórica da Independência de Portugal